Índice europeu de ações perde força com realização de lucro e dado ruim para o petróleo

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016 16:13 BRST
 

Por Danilo Masoni e Atul Prakash

MILÃO/LONDRES (Reuters) - O principal índice de ações europeias fechou em alta nesta quarta-feira, mas longe das máximas, devido a um movimento de realização de lucro e ao aumento das preocupações com o excesso de oferta de petróleo após dados dos estoques dos Estados Unidos.

O índice pan-europeu FTSEurofirst 300 fechou em alta de 0,42 por cento, aos 1.354 pontos, ampliando os ganhos de terça-feira, mas distante da máxima da sessão de 1.374 pontos.

A volatilidade ressaltou a fragilidade do humor do mercado, após um início de ano turbulento devido a receios sobre a desaceleração na China, o que levou o FTSEurofirst a cair à mínima em três meses na segunda-feira, após quatro sessões seguidas de baixa.

"Nós estamos em uma fase muito volátil e não é surpreendente que qualquer ganho dispare realização de lucro", disse o gestor de fundos da Anthilia Capital Giuseppe Sersale, acrescentando que o relatório de petróleo dos EUA foi um catalisador importante.

Apesar da oscilação, a seguradora holandesa Aegon manteve os sólidos ganhos, subindo 9,7 por cento, a maior alta do FTSEurofirst. A empresa apresentou uma atualização de sua estratégia, definiu metas financeiras e informou que vai aumentar a rentabilidade e o retorno do capital.

As ações relacionadas a commodities tiveram demanda, com os índice de mineração e de energia subindo 0,8 por cento e 1,5 por cento, respectivamente, impulsionados pelos ganhos iniciais dos preços de metais e do petróleo. As ações do setor automotivo ficaram entre as maiores baixas, com queda de 1,2 por cento.

Mais cedo, dados mostrando que o comércio externo da China recuou menos do que o esperado em dezembro melhorou o humor do mercado. As exportações chinesas caíram 1,4 por cento em comparação ao ano anterior, ante previsão de queda de 8 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times avançou 0,54 por cento, a 5.960 pontos.   Continuação...