Unicef confirma desnutrição grave em crianças na cidade sitiada de Madaya, na Síria

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016 09:45 BRST
 

BEIRUTE (Reuters) - O Unicef, fundo da ONU para a infância, confirmou nesta sexta-feira a ocorrência de casos de desnutrição grave em crianças na cidade síria sitiada de Madaya, onde ajuda humanitária foi entregue esta semana a milhares de pessoas isoladas por um bloqueio de meses. 

“O Unicef... pode confirmar que casos de desnutrição grave foram encontrados entre as crianças”, disse a entidade em comunicado, depois que a ONU e a Cruz Vermelha entraram na cidade na segunda e na quinta para entregar suprimentos de ajuda humanitária pela primeira vez desde outubro.

Dezenas de mortes causadas pela fome foram relatadas por grupos de monitoramento, médicos locais e agências locais de ajuda humanitária presentes em Madaya, que está cercada por forças aliadas ao governo sírio.

O Unicef disse que das 25 crianças abaixo dos cinco anos de idade examinadas por seus funcionários e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), 22 mostraram sinais de desnutrição de “moderada a grave”.

A ONU dissera que há cerca de 450 mil pessoas encurraladas em cerca de 15 cercos espalhados pela Síria, incluindo em áreas controladas pelo governo, pelo Estado Islâmico e por outros grupos insurgentes.

A entrega de ajuda humanitária a Madaya ocorreu como parte de um acordo entre os lados em guerra, incluindo remessas simultâneas de ajuda a milhares de pessoas em duas vilas no norte do país que estão cercadas por combatentes rebeldes.

 (Reportagem de John Davison e Tom Perry)

 
Comboio do Crescente Vermelho entra em Madaya, Síria 14/1/2016  REUTERS/Omar Sanadiki