Estado Islâmico está sendo derrotado e coalizão vai aumentar pressão, diz enviado dos EUA

sábado, 5 de março de 2016 14:32 BRT
 

BAGDÁ (Reuters) - O Estado Islâmico está perdendo a batalha contra as forças da coalizão em muitas frontes no Iraque e na Síria, e o foco vai passar a ser estabilizar cidades retomadas do controle rebelde, disse o enviado dos EUA para a aliança que luta contra o grupo militante islâmico.

Em uma coletiva de imprensa em Bagdá, Brett McGurk rejeitou colocar um prazo sobre quando o grupo seria finalmente derrotado ou quando Mosul e Raqqa, as principais cidades sob controle dos militantes no Iraque e na Síria, respectivamente, seriam retomadas. 

McGurk encontrou-se em Bagdá com autoridades iraquianas, incluindo o primeiro-ministro Haider al-Abadi, que disse em dezembro que 2016 seria o ano da “vitória final” sobre o Estado Islâmico no Iraque. 

“O Daesh (Estado Islâmico) está sentindo a pressão agora de todas as direções simultaneamente e isso vai continuar... isso vai se acelerar”, disse McGurk em coletiva de imprensa.

“O Daesh está perdendo, à medida que nós nos focamos cada vez mais em estabilização”, acrescentou, referindo-se a planos para reabilitar e policiar cidades recapturadas das mãos de militantes.

O Estado Islâmico tem sido afetado por ataques aéreos e ações de forças terrestres de várias partes em ambos os países, mas ainda controlam grandes faixas territoriais.                 

(Por Maher Chmaytelli)