Coreia do Norte declara sucesso em teste com motor de foguete; Seul entra em alerta

quinta-feira, 24 de março de 2016 11:03 BRT
 

Por Jack Kim

SEUL (Reuters) - A Coreia do Norte teve sucesso no teste de um motor de combustível sólido que fortaleceu a potência de seus foguetes balísticos, relatou a mídia estatal do país nesta quinta-feira, e a líder da Coreia do Sul ordenou os militares do país a ficar de prontidão para reagir às "provocações inconsequentes" do vizinho do norte.

A afirmação de Pyongyang indica que a nação reclusa continua a desenvolver um míssil balístico intercontinental (ICBM, na sigla em inglês) em ritmo acelerado, um desafio a sanções da Organização das Nações Unidas (ONU), e em meio a avaliações de autoridades sul-coreanas segundo as quais o país do norte pode realizar um novo teste nuclear a qualquer momento.

Nas últimas semanas, a Coreia do Norte intensificou sua retórica beligerante, ameaçando ataques nucleares preventivos contra Washington e Seul, além de alardear avanços em sua tecnologia de armas.

O Rodong Sinmum, jornal do partido governista, mostrou fotos do líder norte-coreano, Kim Jong Un, no local em que um motor de foguete jazia horizontalmente no solo emitindo uma poderosa labareda.

Uma reportagem de duas páginas detalhou os testes da estrutura e da propulsão do motor.

"Ele (Kim) observou com grande prazer que o teste bem-sucedido... ajudou a fortalecer a potência de foguetes balísticos capazes de atingir impiedosamente forças hostis", relatou a agência de notícias KCNA.

Na semana passada, a Coreia do Norte disse ter realizado uma simulação bem-sucedida de reentrada atmosférica de um míssil balístico, e que em breve irá testar mísseis balísticos capazes de levar ogivas nucleares.

Na quarta-feira, o Norte repetiu a ameaça de atacar o escritório presidencial do Sul, dizendo que seus sistemas de lançamento de múltiplos foguetes de calibre grosso estão em estado de alerta para alvejar a Casa Azul e que sua unidade de operações especiais está pronta para entrar em ação.

A presidente sul-coreana, Park Geun-hye, ordenou um estado de alerta intensificado e colocou os militares de sobreaviso para "responder ativamente a provocações inconsequentes do norte", de acordo com seu escritório.

(Reportagem adicional de Ju-min Park e James Pearson)