Peugeot mira expansão internacional em plano de médio prazo

terça-feira, 5 de abril de 2016 08:46 BRT
 

PARIS (Reuters) - O grupo automotivo PSA Peugeot Citroen anunciou nesta terça-feira planos para uma expansão internacional e foco em serviços pós-vendas, buscando convencer investidores de que pode obter uma recuperação sustentada em ganhos de lucratividade.

A companhia está mirando um aumento de 10 por cento nas vendas até 2018 e mais 15 por cento até 2021, enquanto se expande pela América Latina e Oriente Médio e adiciona produção na Índia e sudeste Asiático, afirmou o presidente-executivo, Carlos Tavares.

Tavares afirmou ainda que a companhia planeja lançar por ano um veículo novo das marcas Peugeot, Citroen e DS, incluindo 11 modelos híbridos e elétricos.

No que o executivo descreveu como "ofensiva global de produto e tecnologia", Tavares afirmou que os planos incluem alcançar mais clientes por meio de ofertas de serviços pós-venda, compartilhamento de carros, vendas de carros usados e uma operação de leasing de várias marcas que tem como meta obter 100 milhões de euros em lucro até 2021.

Entretanto, a reação do mercado foi fria. As ações da Peugeot exibiam queda de 5,5 por cento às 8:41 (horário de Brasília).

"Não acreditamos que o plano vai animar os investidores da Peugeot", disse o analista Arndt Ellinghorst, da Evercore ISI, acrescentando que muitos estavam esperando margens de lucros maiores que a Peugeot prometeu apresentar.

Parte do plano, a Peugeot também vai tomar os primeiros passos para um eventual retorno ao mercado norte-americano por meio do lançamento de um serviço de compartilhamento de carros em 2017, disse Tavares.

O plano "Push to Pass" anunciado nesta terça-feira é promovido sobre uma recuperação de dois anos que levou a companhia da beira do colapso ao mais alto nível de lucratividade em 14 anos e que contou com um pacote de ajuda governamental.