Dilma diz que governo faz esforço para manter projetos militares em momento de ajuste

quarta-feira, 6 de abril de 2016 14:23 BRT
 

(Reuters) - A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta quarta-feira em um evento com militares que o governo tem se esforçado para dar sequência a projetos estratégicos das Forças Armadas, como a aquisição de caças supersônicos e o sistema de monitoramento das fronteiras, em meio a um cenário fiscal difícil.

"Mesmo em uma fase de ajustes, como a que estamos atravessando, temos nos esforçado para dar sequência aos projetos estratégicos das Forças Armadas", disse a presidente em breve discurso após visitar um navio da Marinha ancorado na Bahia.

"O cenário fiscal que enfrentamos é difícil, estamos trabalhando diuturnamente para superá-lo, mas devemos superá-lo sem sacrificar projetos que são fundamentais para a retomada do desenvolvimento e para o futuro do Brasil. Esse é o caso dos projetos estratégicos das Forças Armadas", acrescentou.

Entre os projetos citados por Dilma estão a compra de 36 caças Gripen NG, fabricados pela sueca Saab, para a Força Aérea Brasileira (FAB), em um contrato estimado em 5,4 bilhões de dólares, e os programas nuclear e de desenvolvimento de submarinos da Marinha.

A presidente, que enfrenta um processo de impeachment em tramitação no Congresso, também fez um agradecimento a manifestantes "que se colocaram debaixo de chuva para defender a democracia e a institucionalidade" do país durante a realização do evento em Salvador.

(Por Pedro Fonseca, no Rio de Janeiro)

 
Presidente Dilma Rousseff durante cerimônia  no Palácio do Planalto, em Brasília. 31/03/2016 REUTERS/Adriano Machado