Republicano que preside Câmara diz não estar pronto para apoiar Trump

quinta-feira, 5 de maio de 2016 20:10 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - O principal político republicano eleito, Paul Ryan, disse nesta quinta-feira que não estava pronto para endossar Donald Trump, um sinal dos desafios que enfrenta o candidato a presidente em potencial do partido para mobilizar a liderança republicana em torno da sua campanha à Casa Branca.

Ryan, o presidente da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, afirmou que os conservadores queriam saber se Trump compartilhava os valores deles.

"Eu espero apoiar o nosso nomeado. Eu espero apoiar plenamente a sua candidatura”, disse Ryan à CNN. “No momento, eu não estou nesse ponto ainda.”

Numa declaração feita depois dos comentários de Ryan, Trump respondeu: “Eu não estou pronto para apoiar a pauta do presidente Ryan. Talvez no futuro nós possamos trabalhar juntos e cheguemos a um acordo sobre o que é melhor para o povo norte-americano”.

Outros republicanos avaliavam nesta semana se apoiariam Trump, que tem rejeitado a linha do partido sobre comércio e incomodado a liderança partidária com comentários ofensivos sobre mulheres e imigrantes. Nesta quinta-feira, Trump anunciou o responsável pelas finanças da sua campanha, em resposta aos questionamentos sobre o quão pronto ele estava para a corrida eleitoral.

Os últimos rivais de Trump na corrida republicana para a candidatura a presidente desistiram nesta semana, abrindo o caminho para que ele seja nomeado. Ele provavelmente vai enfrentar a líder da disputa democrata, Hillary Clinton, nas eleições gerais de 8 de novembro.

"Suponha que Trump perca por muito. Você gostaria de ter estado do lado do capitão do Titanic, ou ser visto como alguém que estava implorando para o capitão prestar atenção nos icebergs?”, indagou Larry Sabato, diretor do Centro de Política da Universidade da Virgínia.

(Por Emily Stephenson e Susan Cornwell)

 
Paul Ryan concede entrevista em Washington. 17/3/2016.    REUTERS/Gary Cameron