Polícia da Inglaterra abre investigação sobre "fiasco" de bomba falsa em jogo de futebol

segunda-feira, 16 de maio de 2016 08:57 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O chefe da polícia de Manchester, na Inglaterra, pediu uma investigação sobre o "fiasco" de uma bomba falsa deixada para trás em um exercício de simulação no estádio Old Trafford, que forçou o abandono de uma partida de futebol do Campeonato Inglês, no domingo.

O artefato esquecido provocou o esvaziamento do estádio do Manchester United pouco antes do início da última partida da temporada, que precisou ser adiada para outra data.

"O fiasco causou grande inconveniência a torcedores que vieram de longe para assistir à partida", disse o comissário de polícia de Manchester, Tony Lloyd.

A ação também foi "perda de tempo para um grande número de policiais e esquadrão de bombas do Exército, e colocou desnecessariamente pessoas em risco", disse em comunicado.

A polícia informou que o artefato de aparência realista, que foi destruído em explosão controlada, foi deixado acidentalmente em um banheiro por uma companhia privada que realizava um exercício de simulação de segurança.

Duas das arquibancadas do estádio foram isoladas cerca de 20 minutos antes do início da partida.

Todo o estádio, que tem capacidade para 75 mil pessoas, foi esvaziado e a partida cancelada pouco depois, na primeira vez em 24 anos que uma partida da Liga Inglesa é cancelada por motivos de segurança.

 
Policial com cão farejador após esvaziamento do estádio Old Trafford, na Inglaterra.    15/05/2016    Reuters / Andrew Yates Livepic