Avião da EgyptAir enviou alertas de fumaça antes de acidente

sábado, 21 de maio de 2016 12:45 BRT
 

Por Tim Hepher

PARIS (Reuters) - O avião da EgyptAir que caiu no Mediterrâneo na quinta-feira enviou uma série de sinais indicando a detecção de fumaça a bordo pouco antes de desaparecer dos radares, disse a agência de investigação francesa neste sábado.

Um porta-voz da agência francesa, a BEA, informou que os sinais não indicam o que causou a fumaça ou fogo a bordo do avião, que caiu no mar com 66 pessoas a bordo quando fazia a rota de Paris-Cairo.

A informação, no entanto, dá as primeiras pistas do que ocorreu no momentos anteriores ao acidente.

Uma fonte da área de aviação afirmou que a existência de fogo a bordo teria gerado múltiplos sinais de alerta, enquanto uma explosão pode não provocar nenhum sinal. Ainda assim, autoridades afirmam que nenhum cenário pode ser descartado, incluindo explosão.

O Egito informou que a Marinha encontrou restos do avião, humanos e objetos pessoais pertencentes a passageiros flutuando no Mediterrâneo, a cerca de 290 km ao norte da Alexandria.

Fotos foram publicadas neste sábado na página oficial do Exército no Facebook dos itens recuperados, os quais incluem destroços azuis com as marcas da EgyptAir, assentos de fábrica com designs nas cores da companhia aérea, e um salva-vidas amarelo.

Análises dos destroços e a recuperação da caixa-preta devem ser fundamentais para determinar a causa da queda -o terceiro golpe na indústria de turismo egípcia desde outubro, ainda em recuperação pelos tumultos políticos desde a crise de 2011, que tirou Hosni Mubarak do poder.

Uma suspeita de bomba plantada pelo Estado Islâmico derrubou um avião russo depois de decolar do aeroporto de Sharm el-Sheikh, no final de outubro, matando todas as 224 pessoas a bordo, e um avião da EgyptAir foi sequestrado em março por um homem que usava um cinto-bomba falso.   Continuação...