Marinha da Itália relata cinco mortes após naufrágio na costa da Líbia

quarta-feira, 25 de maio de 2016 13:10 BRT
 

Por Steve Scherer

ROMA (Reuters) - Um grande barco pesqueiro de madeira superlotado de imigrantes naufragou na costa da Líbia, informou a Marinha da Itália nesta quarta-feira, e 562 pessoas foram resgatadas e cinco foram encontradas mortas.

Fotos mostram a embarcação azul adernando violentamente antes de virar, lançando imigrantes no mar. Alguns conseguiram subir no casco do barco de ponta-cabeça, e outros nadaram até botes salva-vidas ou rumo ao barco da Marinha.

Nadadores da Marinha também puxaram imigrantes com coletes salva-vidas para dentro de sua embarcação, de acordo com imagens da Marinha. Mulheres com lenços de cabeça e crianças estão entre os resgatados, mas não foram informados detalhes sobre a nacionalidade dos imigrantes.

O barco de patrulha da Marinha da Itália, batizado de Bettica, viu que o pesqueiro estava em dificuldades e se aproximou para entregar coletes, mas antes que pudesse iniciar um resgate o barco virou devido ao movimento súbito dos passageiros, disse um comunicado.

Vários botes de borracha motorizados estão sendo usados nas operações de resgate, e a fragata da Marinha Bergamini ativou um helicóptero.

O número de barcos na região aumentou intensamente nesta semana, graças ao clima quente e aos mares calmos. A Guarda Costeira italiana disse que 5.600 imigrantes foram resgatados na segunda e na terça-feiras, e as autoridades temem que os números aumentem à medida que as condições do tempo melhorarem. 

 
Imigrantes são vistos em barco virado antes da chegada do resgate na costa da Líbia, em foto distribuída pela Marinha da Itália. 25/05/2016 Marina Militare/Handout via REUTERS