Segundo navio se juntará à equipe de busca da EgyptAir na sexta-feira

quinta-feira, 9 de junho de 2016 09:19 BRT
 

PARIS (Reuters) - Um segundo navio equipado com aparelhos de busca irá se juntar à procura pela caixa-preta e destroços do avião da EgytAir na sexta-feira, disse nesta quinta-feira o chefe da agência de investigação de acidentes aéreos da França.

Um navio de suprimentos da Marinha francesa captou sinais de um dos dois gravadores em 1º de junho, e o Egito fretou um segundo navio equipado com equipamento sonar e um veículo submarino.

O diretor da agência de acidentes aéreos BEA, Remi Jouty, que está assessorando o Egito na busca submarina, disse que o primeiro navio continuou recebendo sinais do primeiro gravador, que teve sua localização reduzida para um a dois quilômetros.

Sem as duas caixas-pretas, a investigação liderada pelo Egito ainda está "muito longe" de entender o motivo da queda do voo 804 no Mediterrâneo em 19 de maio, que matou todas as 66 pessoas a bordo, disse Jouty a jornalistas em Paris.

Cada gravador, um contendo gravações de voz da cabine e outro contendo dados do jato Airbus A320, é acoplado a um equipamento que emite sinais acústicos por 30 dias, dando tempo limitado às equipes de resgate.

Jouty disse estar sentido que recomendações francesas para estender a vida da bateria para 90 dias, feitas em dezembro de 2009 após o voo da Air France que caiu no Atlântico e ainda não implementadas mundialmente, demoraram muito para ser feitas. As novas regras entram em vigor em 2018.

Para recuperar as caixas a cerca de 3 mil metros abaixo da superfície, investigadores terão que diminuir a distância dos sinais para poucos metros e estabelecer se o equipamento de sinal ainda está conectado ao gravador, disse Jouty.

Assim que encontrados, os gravadores serão entregues a autoridades egípcias, que irão analisá-los.

(Reportagem de Tim Hepher)

 
Destroços de aeronave da Egyptair em imagem tirada de vídeo.     21/05/2016       Egyptian Military/Handout via Reuters