Referendo de separação britânica da UE inspira partidos eurocéticos em outros países

sexta-feira, 24 de junho de 2016 14:10 BRT
 

Por Dominic Evans e Marton Dunai

LONDRES/BUDAPESTE (Reuters) - O referendo que decidiu a separação do Reino Unido da União Europeia, o chamado Brexit, empolgou partidos eurocéticos de todo o continente nesta sexta-feira, renovando seus apelos de rompimento com o bloco ou com o euro.

Partidos de direita ou anti imigração de Holanda, Dinamarca, Suécia e França exigiram referendos sobre a filiação à UE, e o movimento italiano 5 Estrelas disse que irá elaborar sua própria recomendação de consulta a respeito da moeda comum da união.

Geert Wilders, lider do partido anti imigrante Partido Pela Liberdade (PVV, na sigla em holandês) da Holanda, afirmou que fará de um referendo holandês sobre a permanência na UE um tema central de sua campanha para se tornar primeiro-ministro na eleição parlamentar do ano que vem.

"Parabenizo o povo britânico por derrotar a elite política tanto em Londres quanto em Bruxelas, e acho que podemos fazer o mesmo", disse Wilders à Reuters. "Deveríamos ter um referendo sobre um 'Nexit' (saída holandesa) o mais cedo possível".

"Não há mais futuro (para a UE)", opinou Wilders.

O partido francês de extrema direita Frente Nacional também pediu uma consulta popular em seu país a respeito da filiação ao bloco e saudou a iniciativa britânica, que espera fortalecer sua pauta eurocética.

A líder da legenda, Marine Le Pen, comemorou o resultado estampando a bandeira britânica em sua conta de Twitter.

"A vitória pela liberdade! Agora precisamos realizar o mesmo referendo na França e em (outros) países da UE". Seu vice, Florian Philippot, disse: "Agora é nossa vez #Brexit #Frexit".   Continuação...