6 de Agosto de 2016 / às 22:57 / um ano atrás

Ex-número um do mundo, Ivanovic é eliminada na primeira rodada no Rio

Ana Ivanovic, no Rio 6/8/2016 Michael Madrid-USA TODAY Sports

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A ex-número um do mundo no tênis Ana Ivanovic foi eliminada dos Jogos Olímpicos na primeira rodada neste sábado, mas evitou culpar o vento ou as temperaturas elevadas do Rio, a exemplo do que fizeram outras atletas. 

Ivanovic chegou a abrir uma set a zero contra a número 12 do mundo Carla Suarez Navarro, mas perdeu as duas parciais seguintes, marcadas por erros não-forçadas, para a espanhola. Ivanovic perdeu por 2-6, 6-1 e 6-2.

“Foi um confronto difícil para uma primeira rodada”, disse Ivanovic, ex-campeã do Aberto da França que atualmente é a número 26 do ranking.

“Eu tive a chance de me recuperar no terceiro set, mas toda hora que eu estava próxima de devolver as quebras eu desperdiçava a oportunidade”, acrescentou.

A partida de Ivanovic, como quase todas as outras na quadra central, foi disputada em um estádio com cerca de metade dos assentos vazios, algo que certamente desaponta os organizadores.

Mas o tamanho do público não foi problema para o japonês Kei Nishikori, que abriu o torneio masculino de simples vencendo o espanhol Albert Ramos-Viñolas com facilidade, por 6-2 e 6-4.

Nishikori disse que não se importava com o fato de as arquibancadas estarem vazias contanto que ele continuasse vencendo seus jogos. “Não é o mais importante”, disse.

No entanto, o que impactou o japonês e outros tenistas em um dia quente e úmido como este sábado foi o vento, que vinha direto do oceano e deixava as condições de jogo mais difíceis.

“Aqui é muito difícil de jogar porque é aberto, então existe constantemente algum tipo de vento”, disse Marin Cilic da Croácia, que venceu o búlgaro Grigor Dimitrov por 6-1 e 6-4.

Um atleta que se deu bem com o sol carioca foi o australiano John Millman, que se tornou o primeiro jogador olímpico a vencer um jogo de simples masculino sem ceder um único game.

A “bicicleta” de Millman (6-0 e 6-0) contra o lituano Ricardas Berankis veio após várias cirurgias no ombro que ameaçaram sua carreira. O australiano ainda participou da cerimônia de abertura na noite de sexta-feira, que muitos atletas olímpicos pularam para se preservar para o sábado.

“Eu não podia perder (a cerimônia). Foi realmente um momento inesquecível para mim. É difícil explicar as emoções que tive ao entrar no estádio, e obviamente isso me ajudou hoje”, disse Millman, de 27 anos. 

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below