China diz que novo satélite irá ajudar a salvaguardar interesses marítimos

quinta-feira, 11 de agosto de 2016 10:52 BRT
 

XANGAI (Reuters) - Um satélite recém-lançado irá ajudar a China a proteger seus interesses marítimos, relatou o jornal oficial China Daily nesta quinta-feira em meio a tensões crescentes relacionadas a territórios em disputa no Mar do Sul da China.

Lançado na quarta-feira, o satélite "Gaofen 3" tem um sistema de radar que capta imagens do espaço com uma resolução que chega a um metro e pode operar em todos os climas, informou a Administração Estatal de Ciência, Tecnologia e Indústria para a Defesa Nacional ao diário.

"O satélite irá desempenhar um papel importante no monitoramento do ambiente marinho, ilhas e recifes, navios e plataformas de petróleo", noticiou o China Daily citando o líder do projeto, Xu Fuxiang.

Em julho, um tribunal internacional de Haia se pronunciou contra as reivindicações chinesas no Mar do Sul da China, que é rico em recursos, em um processo aberto pelas Filipinas, uma decisão repudiada com veemência por Pequim.

A China reclama para si a maior parte do Mar do Sul da China, pelo qual 5 trilhões de dólares de comércio marítimo viajam a cada ano.

Vietnã, China e Taiwan reivindicam todas as disputadas Ilhas Spratly naquele mar, enquanto Filipinas, Malásia e Brunei pleiteiam parte da área.

(Por Adam Jourdan)