Forte terremoto no mar leva à retirada temporária de moradores da costa da Nova Zelândia

quinta-feira, 1 de setembro de 2016 18:33 BRT
 

Por Charlotte Greenfield

WELLINGTON (Reuters) - Moradores de áreas litorâneas da Nova Zelândia próximas da zona marítima onde ocorreu um grande terremoto no início desta sexta-feira receberam ordens para deixar a região temporariamente devido aos temores de um tsunami.

O tremor de magnitude 7,1 ocorreu às 4h37 da manhã (13h37 no horário de Brasília), a uma profundidade de 55 km, a 130 km de Te Araroa, de acordo com Geonet, serviço do governo de identificação de terremotos.

A Defesa Civil da Nova Zelândia afirmou que, com base em avaliações feitas até então, não esperava que território fosse inundado. A ordem de retirada e o alerta de tsunami foram retirados algumas horas depois.

Pessoas na Ilha Norte relataram no Twitter que foram acordadas pelo tremor, e a imprensa local afirmou que houve problemas com cortes de luz.

Moradores da costa perto da cidade de Gisborne, a região mais perto do epicentro, foram instruídos a se retirar e ir para um território mais alto ou o mais para o interior possível.

O Centro de Alerta Nacional de Tsunami dos Estados Unidos e a Marinha do Chile disseram que não havia perigo de um tsunami na costa do Pacífico nas Américas.