Explosão pode complicar planos da SpaceX para 2a base em Cabo Canaveral

sexta-feira, 2 de setembro de 2016 18:02 BRT
 

CABO CANAVERAL (Reuters) - Danos à base de lançamento causados pela exploração do foguete SpaceX na quinta-feira podem fazer com que a empresa comandada pelo bilionário Elon Musk enfrente dificuldades para concluir um segundo local de lançamentos na Flórida, disseram autoridades nesta sexta-feira.

A Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) levou sete pessoas à Flórida para supervisionar a investigação do desastre, disse o porta-voz da FAA. A agência que administra o lançamento de foguetes comerciais dos EUA exige suspensão dos voos da SpaceX enquanto a investigação não apresentar resultado.

Qualquer sinal de mal funcionamento do foguete pode exigir mudanças na frota SpaceX. Após um desastre da SpaceX em junho de 2015, o programa foi pausado por seis meses enquanto suportes defeituosos foram substituídos por foguetes Falcon 9.

Danos ao complexo de lançamento 40 da SpaceX, na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, ainda estão sendo avaliados, mas é provável que haja reparos que podem obrigar a SpaceX a encontrar outro lugar para decolar.

"Devem ter sido muitos danos", disse um ex-oficial da Nasa, que ouviu a explosão de sua casa e pediu para não ser identificado. "Estou certo de que foram queimadas muitas linhas de comunicação, linhas de dados, todas as coisas que se alimentam no sistema de fixação (do foguete)".

A causa do acidente, que destruiu um satélite de comunicações avaliado em 200 milhões de dólares, está sob investigação. Enquanto isso, mais de 70 missões a bordo de foguetes Falcon, avaliadas em mais de 10 bilhões de dólares, estão aguardando.

(Por Irene Klotz)