Confrontos são reportados em portos de petróleo na Líbia

domingo, 18 de setembro de 2016 13:55 BRT
 

BENGHAZI (Reuters) - Forças orientais da Líbia disseram ter restabelecido o controle sobre dois portos de petróleo onde uma facção recentemente expulsa do local lançou um contra-ataque neste domingo, tomando brevemente um dos terminais. 

Os dois portos, Es Sider e Ras Lanuf, estavam entre quatro tomados por forças leais ao comandante Khalifa Haftar do Exército de Libertação da Líbia nos dias 11 e 12 de setembro da facção Guarda de Instalações de Petróleo (PFG) liderada por Ibrahim Jathran. 

Os confrontos aconteceram enquanto a estatal National Oil Corporation (NOC) se preparava para reiniciar as exportações de petróleo através dos portos, embargados há vários anos.

A NOC disse que o navio de bandeira maltesa que estava carregando em Ras Lanuf, a primeira embarcação a atracar no porto em cerca de dois anos, se retirou para uma distância segura.

O porta-voz do Exército de Libertação Ahmed al-Mismari disse que forças pró-Haftar haviam repelido um ataque a Ras Lanuf com o auxílio de ataques aéreos, e estavam perseguindo forças de Jathran que fugiam de Es Sider, onde eles haviam tomado o controle no início do dia. Uma fonte ligada à indústria do petróleo líbia confirmou que o Exército de Libertação controlava os dois portos. 

Os confrontos aumentam os temores de um novo conflito na disputa pelas reservas de petróleo da Líbia. A PFG de Jathran havia se alinhado com um governo apoiado pela ONU em Trípoli, enquanto Haftar é uma figura que divide opiniões e é acusado por seus oponentes de tentar estabelecer um governo militar sobre o país norte-africano. 

Confrontos e disputas políticas reduziram a produção de petróleo para uma fração dos 1,6 milhão de barris por dia que o país membro da Opep produzia antes do levante contra o governo em 2011. 

(Por Ayman al-Warfalli; Reportagem adicional de Libby George)