Copa Libertadores e Sul-Americana terão participantes diferentes a partir de 2017

terça-feira, 4 de outubro de 2016 14:07 BRT
 

ASSUNÇÃO (Reuters) - Os clubes que participam da Copa Libertadores e da Sul-Americana não poderão jogar os torneios de forma simultânea a partir de 2017, quando entram em vigor as mudanças aprovadas recentemente pela Conmebol.

Em comunicado, a Confederação Sul-Americana de Futebol informou que a mudança na duração dos torneios, que passarão de semestrais a anuais, terá um impacto no Equador, Paraguai e Uruguai, países cujos sistemas atuais de classificação permitem que um mesmo clube possa disputar ambas copas.

"Na prática, esta mudança irá liberar uma vaga nestes países, abrindo a porta para que em cada um destes países um clube a mais participe nas competições continentais", informou a confederação.

O órgão que rege o futebol sul-americano anunciou dias atrás modificações nas duas competições de clubes, que incluem um novo calendário e ampliação do número de participantes, em uma iniciativa que busca melhorar a qualidade dos torneios.

Entre as mudanças anunciadas, estava a possibilidade de a final da Libertadores ser realizada em partida única em campo neutro, similar à definição da Liga dos Campeões da Uefa, mas essa decisão não será tomada agora.

A final da Libertadores será mantida com partidas e ida e volta no próximo ano, "enquanto a organização segue avançando com estudos de factibilidade e técnicos para organizar, no futuro, uma final em jogo único de caráter mundial em uma sede pré-definida", segundo comunicado.

(Reportagem de Mariel Cristaldo)

 
Jogadores do Atlético Nacional, da Colômbia, levantam troféu da Copa Libertadores
27/07/2016 REUTERS/Fredy Builes