Sony retomará plena capacidade na produção de sensores de imagem

sexta-feira, 7 de outubro de 2016 18:50 BRT
 

KIKUYO-MACHI, Japão (Reuters) - A produção de sensores de imagem da Sony voltará à operar com plena capacidade no período de outubro a março devido a uma recuperação na demanda de smartphones, depois de passar parte do último ano funcionando abaixo de sua capacidade total, afirmou o chefe da subsidiária da fabricante de chips.

"O ambiente de negócios para os nossos clientes está melhorando", disse o presidente da Sony Semiconductor Manufacturing Corp, Yasuhiro Ueda, em uma entrevista coletiva nesta sexta-feira, na fábrica de sensores da Sony na região de Kumamoto, no sul do Japão.

A Sony domina cerca de 40 por cento do mercado de sensores de imagem Semicondutor de Metal-Óxido Complementar (CMOS), um tipo de chip que converte a luz em sinais eletrônicos.

Os sensores foram fundamentais para a recuperação da Sony após anos de perdas decorrentes principalmente da concorrência de preços em eletrônicos para os consumidores. A desaceleração do mercado mundial de smartphones levou a Sony a cortar a produção do sensor pela metade no período de outubro a março do último ano, mas a demanda, desde então reagiu.

Ueda disse que a produção mensal combinada nessa divisão subiria no segundo semestre deste ano de 70.000 wafers no momento para 73.000 wafers --plena capacidade em cinco plantas de sensor de imagem da Sony. O valor exclui produção terceirizada.

Ele disse que a demanda vigorosa para sensores da Sony também reflete o esforço da empresa para diversificar sua base de clientes, citando que clientes tinham experimentado recentemente alguns altos e baixos.

Apple e Samsung Electronics estão entre os clientes da Sony.

(Reportagem de Makiko Yamazaki)