Navio da Marinha dos EUA é novamente alvo de ataque na região do Iêmen

quarta-feira, 12 de outubro de 2016 16:50 BRT
 

WASHINGTON (Reuters) - Um destroyer da Marinha norte-americana foi alvo de um ataque fracassado com mísseis nesta quarta-feira, numa ação vinda do território do Iêmen controlado pelos rebeldes houthis, alinhados com o Irã, no segundo incidente do tipo nos últimos quatro dias, disseram autoridades dos Estados Unidos à Reuters.

O destroyer USS Mason e o USS Ponce, um navio anfíbio que o acompanhava, realizaram disparos defensivos em resposta aos mísseis que não atingiram e nem causaram danos à embarcação que operava ao norte do estreito de Bab al-Mandab, afirmaram as autoridades, falando sob condição de anonimato.

A nova ação contra a embarcação norte-americana vai intensificar a pressão para que os militares dos Estados Unidos retaliem, uma medida que representaria a primeira ação militar direta do país contra os houthis no conflito do Iêmen. O Pentágono indicou a possibilidade de ataques de retaliação na terça-feira.

Os incidentes, junto com um ataque contra um barco dos Emirados Árabes no dia 1° de outubro, aumentam os questionamentos sobre a segurança na passagem de embarcações militares na região do estreito de Bab al-Mandab, uma das mais movimentadas rotas marítimas do mundo.

Os houthis, que combatem o governo internacionalmente reconhecido do Iêmen, negaram envolvimento na tentativa anterior de atingir o USS Mason ou o USS Ponce no domingo.

(Por Phil Stewart e Idrees Ali)