Ibovespa cai 2,74%, com investidores realizando lucros

terça-feira, 22 de maio de 2012 18:28 BRT
 

SÃO PAULO, 22 Mai (Reuters) - A Bovespa caiu forte nesta terça-feira, em dia de realização de lucros, após dois pregões seguidos de alta, com investidores reagindo a um pacote de medidas de estímulo ao consumo no Brasil e as incertezas sobre o futuro da zona do euro.

O Ibovespa fechou em queda de 2,74 por cento, a 55.038 pontos. O giro financeiro do pregão foi de 7,54 bilhões de reais. Com isso, o índice acumula queda de 11 por cento em maio e caminha para registrar o pior desempenho mensal desde outubro de 2008, quando o Ibovespa encolheu 25 por cento.

"Além de realização após a forte alta do índice e das incertezas no cenário externo, as medidas anunciadas ontem pelo governo geraram desconforto e azedaram o humor do investidores", disse Sérgio Machado, sócio-gestor na Vetorial Asset.

O mercado antecipou na segunda-feira as medidas de estímulo, o que ajudou o Ibovespa a subir 3,8 por cento na sessão. Mas o pacote anunciado na véspera pelo ministro da Fazenda Guido Mantega, após o fechamento do mercado, ficou aquém do esperado por alguns agentes, segundo operadores, principalmente por deixar de fora o setor de construção civil.

A ação da PDG Realty despencou 11,34 por cento, a 2,97 reais, liderando as perdas do índice, seguida por Gafisa, que caiu 9,9 por cento, a 2,64 reais. Rossi teve queda de 9,31 por cento, a 5,16 reais.

O pacote inclui medidas para estimular o consumo e os setores de bens de capital e automotivo, por meio da redução de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis e acordos com bancos para reduzir os juros e ampliar o prazo dos financiamentos.

Localiza recuou 7,66 por cento, a 29,66 reais. O diretor financeiro e de relações com investidores da companhia, Roberto Mendes, afirmou que a redução do IPI não terá impacto sobre o caixa da Localiza. Em relatório, o Itaú BBA avaliou o pacote como negativo para a empresa, pois as vendas de carros usados devem ser afetadas pelas medidas.

O comportamento das commodities, com o índice referencial recuando 1,14 por cento na sessão, pesou sobre o desempenho das blue chips. OGX desabou 9,4 por cento, a 11,18 reais. A preferencial da Petrobras recuou 3,38 por cento, a 19,71 reais, enquanto a preferencial da Vale caiu 1,14 por cento, a 36,43 reais.

Em sentido oposto, Sabesp teve a maior alta do Ibovespa, com avanço de 1,96 por cento, a 71,22 reais, seguida pela transmissora de energia Cteep, que subiu 1,71 por cento, a 63,50 reais.   Continuação...