Cápsula da SpaceX inicia aproximação com Estação Espacial

quinta-feira, 24 de maio de 2012 19:11 BRT
 

Por Irene Klotz

CABO CANAVERAL, Estados Unidos, 24 Mai (Reuters) - A nave não-tripulada Dragon, pertencente à empresa Space Exploration Technologies, ou SpaceX, passou suavemente nesta quinta-feira diante da Estação Espacial Internacional e está perto de ser o primeiro veículo privado a atracar por lá.

O plano é que o módulo chegue a 9 metros da estação na sexta-feira e então desligue seus propulsores de manobra para que o guindaste da estação possa agarrar a nave e trazê-la para a baia de atracação.

No "test drive" desta quinta-feira, a Dragon chegou a 2,4 quilômetros, enquanto a cápsula e a estação davam voltas na Terra a mais de 28 mil quilômetros por hora.

Os tripulantes da estação mostraram como irão comandar a Dragon, ordenando que a cápsula ligasse e desligasse sua luz estroboscópica.

"Fui muito, muito tranquilo", disse a diretora de voo da Nasa, Holly Ridings, após o teste. "Estamos treinando e praticando há muitos anos, mas ao fazer isso pela primeira vez com duas espaçonaves dinâmicas voando muito perto você sempre quer ter certeza de que vai conseguir trabalhar conforme treinou", disse ela.

Os Estados Unidos aposentaram seus ônibus espaciais no ano passado, e agora dependem de naves da Europa, Japão e Rússia para levar cargas à estação, cerca de 390 quilômetros acima da Terra.

Em vez de construir uma nova geração de naves, o governo norte-americano está apoiando os esforços da indústria privada para desenvolver naves de carga e táxis espaciais para que a Nasa possa, então, contratar esses serviços, uma opção mais barata.

A Dragon decolou da Base Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida, na terça-feira, a bordo do foguete Falcon 9, também da SpaceX.

A expectativa é de que o módulo de carga, levando 544 quilos de alimentos, água, roupas e outros suprimentos, inicie o processo de atracação na estação após as 9h de sexta-feira (horário de Brasília).

A cápsula volta à Terra em 31 de maio, trazendo equipamentos da estação, e deve cair no Pacífico, perto da Califórnia, quatro horas e meia depois de deixar o complexo orbital.