Índices europeus fecham estáveis com menor alívio após Espanha

segunda-feira, 11 de junho de 2012 13:46 BRT
 

LONDRES, 11 Jun (Reuters) - As ações europeias fecharam estáveis nesta segunda-feira, com arrefecimento de parte do alívio com o plano de resgate aos bancos da Espanha e com investidores começando a mirar a endividada Itália.

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 0,07 por cento, aos 982 pontos, depois de atingir 1.001 pontos em meio ao curto entusiasmo pelo acordo de 100 bilhões de euros de resgate para recapitalizar bancos espanhóis.

"O auxílio à Espanha é uma correção boa no curto prazo, não uma solução no longo prazo", avaliou o gerente de portfólio da Glendevon King, Nicola Marinelli. "Nesse ambiente de curas de curto prazo, haverá períodos de ralis e pânico", completou.

Entre os principais índices, o de pior desempenho foi o italiano FTSE MIB, com queda superior a 2 por cento, com operadores locais citando preocupações de que Roma fique sob pressão no mercado da dívida.

Em LONDRES, o índice Financial Times caiu 0,05 por cento, a 5.432 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX ganhou 0,17 por cento, para 6.141 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 recuou 0,29 por cento, a 3.042 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib desvalorizou-se 2,79 por cento, para 13.070 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 teve baixa de 0,54 por cento, a 6.516 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 perdeu 0,32 por cento, para 4.514 pontos.

(Reportagem de Francesco Canepa)