Líderes gregos estão perto de formar coalizão; querem atenuar resgate

segunda-feira, 18 de junho de 2012 18:21 BRT
 

Por Renee Maltezou e Lefteris Papadimas

ATENAS, 18 Jun (Reuters) - Os conservadores da Grécia estão perto de formar um novo governo de coalizão após uma vitória eleitoral apertada, afirmou um representante do partido nesta segunda-feira, depois que o líder deles prometeu suavizar o programa de austeridade do país, apesar da oposição da Alemanha.

Um breve rali motivado pelo alívio nos mercados financeiros internacionais após a eleição de domingo rapidamente se dissipou, ao ficar claro que o Nova Democracia, de Antonis Samaras, havia fracassado em ganhar um mandato popular convincente para implementar os cortes de gastos profundos e o aumento de impostos exigidos pela União Europeia e o Fundo Monetário Internacional.

O partido radical de esquerda Syriza e uma série de pequenos partidos contrários às condições atreladas ao resgate de 130 bilhões de euros ganharam cerca de metade dos votos, embora tenham conquistado menos cadeiras porque o sistema eleitoral recompensa de forma desproporcional o partido que conquista a primeira colocação.

Samaras recebeu do presidente da Grécia, Karolos Papoulias, um mandato para formar um governo de coalizão, e uma fonte do Nova Democracia disse que o partido esperava chegar a um acordo na terça-feira, depois que Samaras se reuniu com o terceiro colocado, os socialistas do Pasok, e o pequeno grupo Esquerda Democrática.

Samaras disse que o seu país honraria seus compromissos no âmbito de um resgate que salvou a Grécia da falência e de uma saída dramática da zona do euro, mas acrescentou:

"Vamos simultaneamente fazer algumas alterações necessárias para o acordo de resgate a fim de aliviar o povo do desemprego e das enormes dificuldades".

Samaras se reuniu com o líder carismático do Syriza, Alexis Tsipras, que descartou aderir ao governo, e com o terceiro colocado nas eleições, o socialista Pasok, que não se comprometeu. O líder do Pasok, Evangelos Venizelos, disse que as negociações "devem ser concluídas" na terça-feira.

Uma autoridade de alto escalão da Nova Democracia espera que um acordo de um novo gabinete sairá em breve. "Vamos chegar a um acordo amanhã (terça-feira), formaremos um novo governo", disse a autoridade, que não quis ser identificada.   Continuação...

 
O líder do partido conservador Nova Democracia, Antonis Samaras (esquerda) se reúne com o líder do partido Esquerda Democrática, Fotis Kouvelis, em seu escritório no Parlamento grego em Atenas, 18 de junho de 2012. REUTERS/Petros Giannakouris/Pool