México diz que Argentina abandonou acordo automotivo bilateral

segunda-feira, 25 de junho de 2012 22:47 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO, 25 Jun (Reuters) - O governo do México afirmou nesta segunda-feira que a Argentina abandonou um acordo bilateral de comércio automotivo após considerar que as condições eram desfavoráveis.

No fim de março, o México rejeitou renegociar o Acordo de Complementação Econômica Número 55 (ACE-55), como havia solicitado a Argentina, que pretendia seguir os mesmos termos do Brasil, que conseguiu limitar o número de automóveis mexicanos exportados para o país.

Portanto, o México informou que se somará a outros países a uma denúncia coletiva contra a Argentina na Organização Mundial do Comércio (OMC) por medidas protecionistas.

"Estamos decididos a ir até as últimas consequências na defesa do comércio do México", disse o secretário de Economia, Bruno Ferrari, em entrevista coletiva.

"O México não identificou nenhum aspecto de índole comercial quer permita renegociar o acordo", reiterou.

O comércio de automóveis, autopeças e outros produtos do setor entre Argentina e México está regulado pelo ACE-55, do qual fazem parte os outros integrantes do Mercosul, como Brasil, Uruguai e Paraguai.

Na semana passada, no marco de uma reunião da OMC em Genebra, os Estados Unidos instaram a Argentina a levantar "imediatamente" um regime de licenças de importação e outras restrições que irritaram exportadores de outros países.

A Argentina já é objeto de uma queixa da União Europeia na OMC pelas medidas tomadas para desestimular as importações.

(Reportagem de Adriana Barrera)