Sunoco e Carlyle chegam a acordo para salvar refinaria nos EUA

segunda-feira, 2 de julho de 2012 13:02 BRT
 

NOVA YORK, 2 Jul (Reuters) - A Sunoco e a empresa de private equity Carlyle Group chegaram a um acordo para formar uma joint venture nesta segunda-feira e manter a maior refinaria da costa leste dos Estados Unidos em operação.

Pelos termos do acordo, a Sunoco terá uma participação minoritária na planta de 335 mil barris por dia (bpd), a refinaria mais velha em operação na região, enquanto a Carlyle irá supervisionar as operações diárias, disseram as empresas em um comunicado.

A joint venture, que será chamada de Philadelphia Energy Solutions, irá investir em diversos novos projetos na planta. Eles incluíram uma atualização do cracker catalítico; construção de um trem de alta velocidade para levar volumes mais elevados de petróleo bruto, e construção de uma usina de hidrogênio.

As duas empresas mantinham negociações desde abril sobre uma possível joint venture que iria salvar a planta após a Sunoco informar que teria que vender ou fechar a unidade até agosto devido às baixas margens.

A Carlyle tornou-se a segundo empresa a resgatar uma refinaria em perigo na Costa Leste dos EUA, onde a demanda diminuiu, os altos custos de petróleo importado e a difícil concorrência estrangeira prejudicaram as margens de lucro por anos.

No mês passado, a Delta Air Lines comprou a refinaria Trainer, de 185 mil barris por dia, da Phillips 66.

O negócio pode marcar a saída efetiva da Sunoco do setor de refino, colocando um fim na tradição centenária da empresa na região.

A Sunoco já fechou uma planta em Marcus Hook, de 178 mil bpd.

(Por Janet McGurty)