Novo anúncio de Romney questiona medidas de estímulo de Obama

quarta-feira, 18 de julho de 2012 12:22 BRT
 

WASHINGTON, 18 Jul (Reuters) - O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, Mitt Romney, tentando rebater as críticas recebidas por sua carreira lucrativa no passado como executivo de private equity, contra-atacou o presidente norte-americano, Barack Obama, com um novo anúncio na televisão.

"Para onde foi todo o dinheiro do estímulo de Obama?", pergunta um anúncio televisivo pago pela campanha de Romney. Ele acusa a administração democrata de Obama de ajudar "amigos, doadores, campanhas, partidários, grupos de interesses especiais."

O anúncio, que a campanha de Romney planeja lançar nesta quarta-feira, mostra reportagens amplamente divulgadas questionando os programas de estímulo governamental a setores da economia e os programas de assistência de crédito federal.

A propaganda tem como alvo especial o programa de empréstimo do Departamento de Energia, criticado por republicanos no Congresso, que ajudou a falida fabricante de painéis solares Solyndra com mais de 500 milhões de dólares em dinheiro do contribuinte.

Também levanta dúvidas sobre um segundo recebedor de empréstimo do Departamento de Energia, a Fisker Automotive, que não conseguiu cumprir as expectativas para a produção de carros elétricos e criação de emprego, apesar de um compromisso de empréstimo de 529 milhões de dólares.

Membros da administração Obama rejeitaram as alegações de que políticos tenham tido qualquer papel no apoio federal para a Solyndra ou outros recebedores de empréstimos.

(Reportagem de John Crawley)