Chesapeake Energy promete reduzir gastos

terça-feira, 7 de agosto de 2012 17:15 BRT
 

7 Ago (Reuters) - A Chesapeake Energy, cedendo à pressão dos investidores, disse nesta terça-feira que planeja parar com os gastos pesados em petróleo e gás no ano que vem, em uma mudança estratégica de aquisição de terras para desenvolvimento de recursos.

A notícia, além da garantia de que a empresa irá fechar um negócio de 1,5 milhão de acres no Texas, ajudou a impulsionar as ações da empresa a uma alta de mais de 9 por cento.

O presidente-executivo Aubrey McClendon gastou pesadamente para acumular mais de 15 milhões de acres em bacias de petróleo e gás em todo dos Estados Unidos, deixando a empresa cheia de dívidas e impossibilitada de financiar suas operações sem parceiros ou a venda de imóveis.

Grandes investidores têm pressionado McClendon a reduzir os gastos e vender ativos para recuperar uma lacuna estimada em cerca de 10 bilhões de dólares em financiamentos neste ano.

Além disso, a empresa irá cortar seu orçamento de capital no próximo ano em 6 bilhões de dólares, disse McClendon, em teleconferência com analistas. Os investimentos de 2012 são estimados em 13 bilhões de dólares.

Ainda assim, os investidores terão que esperar pelas mudanças. A empresa elevou o orçamento de 2012 para perfuração e conclusão de poços em 500 milhões de dólares e também elevou o total de dinheiro que planeja gastar na compra de propriedades de gás e petróleo de 1,6 bilhão para 2 bilhões de dólares.

(Por Anna Driver)