IPCA-15 acelera em agosto com transporte e alimentos

quarta-feira, 22 de agosto de 2012 14:44 BRT
 

Por Camila Moreira

SÃO PAULO, 22 Ago (Reuters) - O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) acelerou o passo em agosto influenciado sobretudo por transportes e alimentação, mas analistas entendem que o movimento não foi suficiente para mudar a perspectiva sobre a política de afrouxamento monetário no curto prazo.

Mas à frente, no entanto, as dúvidas ganharam mais força e já há quem não descarte mudar suas estimativas de cortes adicionais na Selic --hoje na mínima histórica de 8 por cento ao ano-- em outubro.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou nesta quarta-feira que o IPCA-15 subiu 0,39 por cento em agosto, ante alta de 0,33 por cento em julho, um pouco acima do esperado pelo mercado.

Pesquisa realizada pela Reuters apontou que o indicador, uma prévia da inflação oficial do país, avançaria 0,36 por cento em agosto, de acordo com a mediana das previsões de 21 analistas. As estimativas variaram de 0,31 a 0,43 por cento.

No acumulado dos últimos 12 meses, o IPCA-15 registrou alta de 5,37 por cento, também acima dos 5,24 por cento vistos nos 12 meses até julho e afastando-se do centro da meta do governo, de 4,5 por cento pelo IPCA. Pesquisa da Reuters indicou alta de 5,34 por cento no período, com as projeções variando entre 5,30 e 5,40 por cento.

TRANSPORTES E ALIMENTAÇÃO

Segundo o IBGE, os principais vilões neste mês foram os grupos Transportes e Alimentação e bebidas. O primeiro havia registrado queda de 0,59 por cento em julho e, em agosto, apresentou estabilidade de preços.

O movimento no período veio de automóvel novo (-2,47 para 0,04 por cento); ônibus interestadual (1,49 para 3,40 por cento), entre outros. Analistas já esperavam que esse segmento parasse de ajudar no indicador de inflação pelo fim do efeito das recentes reduções feitas pelo governo nas alíquotas do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para o setor automotivo.   Continuação...

 
Pessoas tentam entrar em ônibus lotado, em São Paulo. Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) acelerou o passo em agosto, ao subir 0,39 por cento ante alta de 0,33 por cento em julho, e o principal vilão neste mês foi o grupo Transportes. 23/05/2012 REUTERS/Junior Lago