Brasil tem "grupo reduzido" em etapa final rumo à Copa, diz Mano

quinta-feira, 23 de agosto de 2012 17:16 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 23 Ago (Reuters) - A seleção brasileira entrou na terceira e última etapa de preparação para a Copa das Confederações de 2013 e a Copa do Mundo de 2014, segundo o técnico Mano Menezes, que afirmou estar tranquilo com a pressão após a perda do ouro olímpico em Londres e as especulações sobre seu futuro.

O treinador, que há dois anos está à frente da seleção, acredita que a base da equipe está se fortalecendo a cada convocação e que suas listas praticamente não surpreendem mais.

"A primeira etapa foi de observação; a segunda, os Jogos Olímpicos, em que tínhamos que sair com boa participação e ideia clara de grupo para formarmos e definirmos uma equipe. Conseguimos isso e temos uma parcela bem clara de quem vai fazer parte do grupo", disse ele em entrevista coletiva nesta quinta-feira, após anunciar os 22 convocados para os próximos amistosos do Brasil.

"Temos grupo reduzido e direcionado...A relação a cada convocação tem 90 por cento daqueles que se imagina que nela estivessem; agora é repetir equipe, mas deixando a porta aberta .. Assim que vamos entrar nessa terceira etapa", acrescentou.

Na lista para os amistosos contra África do Sul e China, nos dias 7 e 10 de setembro, Mano Menezes chamou 9 dos 18 jogadores que conquistaram a medalha de prata em Londres e apresentou duas novidades: o volante Arouca, do Santos, e o goleiro Cássio, do Corinthians.

CRÍTICAS E ESPECULAÇÕES

Nesta terceira fase da seleção, Mano Menezes terá que conviver cada vez mais com pressão e cobranças. O ex-atacante Romário criticou o trabalho do treinador e chamou Mano Menezes de "idiota" e "imbecil".

"Estamos construindo uma seleção com valores claros, não temos ódio contra ninguém e não há motivação externa que não seja a nossa", disse Mano Menezes, que preferiu não comentar as ofensas de Romário. "Quando não tem respeito mútuo, não acho que devemos considerar."

O treinador enfrenta também uma onda de especulações sobre uma possível saída do comando da seleção brasileira a cada tropeço ou má atuação do Brasil na série de jogos até a Copa das Confederações, considerada um teste para o Mundial de 2014.   Continuação...

 
O técnico da seleção brasileira, Mano Menezes, diz que a equipe está na etapa final de preparação para Copa das Confederações e Copa do Mundo. Na foto de julho, ele concede entrevista à Reuters. REUTERS/Pilar Olivares