Mantega não sinaliza extensão de IPI para linha branca--empresários

terça-feira, 28 de agosto de 2012 20:37 BRT
 

Por Luciana Otoni e Tiago Pariz

BRASÍLIA, 28 Ago (Reuters) - O ministro da Fazenda, Guido Mantega, não sinalizou se prorrogará a redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para a linha branca, afirmaram empresários e representantes do setor após reunião com Mantega nesta terça-feira.

O benefício tributário para a venda de refrigeradores, fogões, lavadoras e tanquinhos vence na sexta-feira.

Quando questionado por jornalistas sobre se o ministro mostrou predisposição em prorrogar a redução do IPI para a linha branca, o presidente da Associação Nacional de Fabricantes de Produtos Eletroeletrônicos (Eletros), Lourival Kiçula, disse que Mantega ficou de estudar.

"O ministro não sinalizou nada... Ele não estava com a cara muito animada", resumiu.

Kiçula disse ainda ter apresentado ao governo dados que mostraram aumento entre 15 por cento e 20 por cento nas vendas dos produtos da linha branca e a contratação de 3 mil trabalhadores no setor desde dezembro de 2011, quando teve início o benefício tributário.

O presidente da Eletros afirmou que se a redução do IPI não for prorrogada, a tendência é de queda nas vendas.

O presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), Humberto Barbato, também disse que Mantega ficou de avaliar o pedido de extensão do benefício.

"(O pedido) vai ser analisado, mas ele não deu nenhuma sinalização", acrescentou.   Continuação...