Pentágono está revisando livro sobre captura de Bin Laden

quarta-feira, 29 de agosto de 2012 16:58 BRT
 

Por Andrea Shalal-Esa

WASHINGTON, 29 Ago (Reuters) - O Pentágono disse nesta quarta-feira que obteve uma cópia de um livro prestes a ser publicado por um ex-comandante da Marinha que participou do ataque que matou Osama bin Laden e está revisando a publicação.

O livro não foi liberado por oficiais de defesa dos EUA com antecedência, levantando a possibilidade de que o autor poderia enfrentar uma investigação e possíveis processos criminais.

"Nós obtivemos uma cópia e estamos revisando", disse o porta-voz do Pentágono, Bryan Whitman, à Reuters.

"No Easy Day: The Firsthand Account of the Mission that Killed Osama Bin Laden" (algo como "Dia Nada Fácil: Relato em Primeira Mão da Missão que Matou Osama Bin Laden") foi escrito sob o pseudônimo Mark Owen com o coautor Kevin Maurer e era para ser lançado no próximo mês, no aniversário dos ataques de 11 de setembro.

Sua publicação foi antecipada para 4 de setembro, de acordo com relatos de alguns meios de comunicação.

Segundo o livro, Bin Laden estava desarmado quando os oficiais da Marinha o encontraram no ataque a seu complexo no Paquistão no ano passado, relataram vários meios de comunicação que obtiveram cópias antecipadas nesta quarta-feira. O livro também descreve Bin Laden sendo baleado na cabeça enquanto olhava para fora da porta de seu quarto, segundo as reportagens.

O porta-voz do Conselho de Segurança Nacional Tommy Vietor não fez comentários sobre o livro nesta quarta-feira.

O ex-membro da Marinha está agora enfrentando ameaças contra sua vida, além de possíveis acusações. Autoridades disseram que os militares tomariam medidas legais contra qualquer pessoa que expusesse informações confidenciais que poderiam prejudicar as forças.

(Reportagem de Andrea Shalal-Esa)

 
Foto de arquivo de maio de 1998, onde Osama Bin Laden é visto falando durante coletiva de imprensa, no Afeganistão. O Pentágono disse nesta quarta-feira que obteve uma cópia de um livro prestes a ser publicado por um ex-comandante da Marinha que participou do ataque que matou Osama bin Laden e está revisando a publicação. 26/05/1998 REUTERS/Stringer/Files