Militantes curdos matam 10 em ataques a forças da Turquia

segunda-feira, 3 de setembro de 2012 14:05 BRT
 

Por Seyhmus Cakan

DIYARBAKIR, Turquia, 3 Set (Reuters) - Militantes curdos armados com fuzis e lançadores de granadas realizaram vários ataques contra forças turcas perto da fronteira sudeste com a Síria e Iraque durante a noite, matando 10 agentes de segurança, disseram fontes dor setor de segurança nesta segunda-feira.

Cerca de 100 guerrilheiros do ilegal Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) sitiaram quatro instalações estatais e de segurança simultaneamente na pequena cidade cercada por montanhas de Beytussebap a partir das 22h (horário local) de domingo.

Pelo menos mais sete membros dos serviços de segurança ficaram feridos em combates em torno da cidade na província de Sirnak, e os confrontos continuavam nas montanhas ao redor, segundo as fontes.

Elas disseram que os corpos de três combatentes do PKK que tinham sido mortos nas batalhas foram levados para um necrotério local.

Os combates entre o Exército e o PKK intensificaram nos últimos meses, um desdobramento que alguns oficiais turcos e analistas ligaram ao caos na vizinha Síria.

Os militantes também vêm sequestrando cada vez mais funcionários turcos. Fontes de segurança disseram nesta segunda-feira que o PKK tinha raptado um chefe local do partido governista AK, do primeiro-ministro Tayyip Erdogan, na província de Hakkari.

Mais de 40.000 pessoas foram mortas no conflito entre as forças do PKK e da Turquia desde que os militantes lançaram sua insurgência há 28 anos com o objetivo de montar um Estado separado, no sudeste majoritariamente curdo.