Desembolsos do BNDES em julho sinalizam retomada da economia

quinta-feira, 6 de setembro de 2012 14:20 BRT
 

RIO DE JANEIRO, 6 Set (Reuters) - Os desembolsos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em julho totalizaram 14,3 bilhões de reais, alta de 5,6 por cento sobre um ano antes, sinalizando retomada dos investimentos no país.

"A recuperação do crescimento (econômico) está em curso. Temos essa indicação... A demanda por financimento para bens de capital cresceu, o que indica aumento de investimento", disse a jornalistas nesta quinta-feira o presidente do banco de fomento, Luciano Coutinho.

No acumulado dos sete primeiros meses do ano, os empréstimos do BNDES ficaram em 67,9 bilhões de reais, queda de 2 por cento frente ao mesmo período do ano passado. No intervalo de 12 meses até julho, os desembolsos foram de 138,2 bilhões de reais, redução de 16 por cento.

Além dos desembolsos de julho, outros dados do BNDES que sinalizam para recuperação da economia são os de consultas e enquadramentos --fases anteriores à aprovação do empréstimo para as empresas.

De janeiro a julho, os enquadramentos subiram 22 por cento ante 2011 e somaram 129,6 bilhões de reais, e as consultas avançaram 34 por cento, para 138,7 bilhões de reais, na mesma base de comparação.

"Saímos do fundo do posso, a ligeira queda (em desembolsos no ano até julho) vai zerar ou virar positiva com o resultado de agosto", afirmou Coutinho.

Ele mencionou o comportamento dos setores de veículos, óleo e gás e infraestrutura no processo de retomada da economia neste semestre.

O BNDES mantém a previsão de fechar o ano com empréstimos perto de 150 bilhões de reais. Mas a estimativa de desembolso mensal daqui até o fim de 2012 é de 14 bilhões a 15 bilhões de reais --o que indicaria a liberação de, no máximo, 143 bilhões de reais de janeiro a dezembro pelo banco.

ÓLEO E GÁS   Continuação...