Ações da HRT desabam com temores sobre perspectivas na Namíbia

segunda-feira, 10 de setembro de 2012 11:11 BRT
 

SÃO PAULO, 10 Set (Reuters) - As ações da petroleira HRT desabavam na Bovespa nesta segunda-feira, com temores sobre perspectivas de exploração na Namíbia, depois que testes mostraram que um poço vizinho à área da empresa na região não tem petróleo ou gás.

A Chariot Oil & Gas anunciou nesta segunda-feira que abandonou o poço Kabeljou, no prospecto de Nimrod, após testes mostrarem que não havia petróleo comercialmente viável ou gás.

Às 11h09, as ações da Chariot derretiam 65,90 por cento na Bolsa de Londres. Já as ações da HRT perdiam 12,2 por cento na bolsa paulista, a 3,93 reais. O papel não faz parte do Ibovespa, que subia 1,32 por cento.

Após a notícia, analistas do Credit Suisse reduziram a recomendação para as ações da HRT de "outperform" (desempenho acima da média) para "neutro", cortando o preço-alvo para o papel para 3 reais por ação, ante previsão anterior de 8,50 reais por ação.

"Nós agora preferimos esperar para a companhia provar sua tese geológica tanto em Solimões quanto na Namíbia antes de assumir exposição às ações", afirmaram os analistas Emerson Leite e Andre Sobreira, em relatório.

(Por Danielle Assalve)