Embarque de milho do país soma 1,5 mi t em 2 semanas de setembro

segunda-feira, 17 de setembro de 2012 17:49 BRT
 

SÃO PAULO, 17 Set (Reuters) - As exportações de milho do Brasil somaram 1,49 milhão de toneladas até a segunda semana de setembro, mostram dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta segunda-feira.

Se o ritmo forte da primeira quinzena for mantido até o final o mês, o Brasil poderá ter um novo recorde mensal de vendas externas do cereal em setembro, superando o volume registrado em agosto, de 2,76 milhões de toneladas.

O volume embarcado até o momento no mês está bem perto das 1,65 milhão de toneladas exportadas em setembro de 2011.

O levantamento aponta ainda que a média de diária das vendas externas brasileiras de milho foi de 166,5 mil toneladas, acima do volume registrado em agosto (120 mil toneladas) e mais que o dobro em relação a setembro de 2011 (78,5 mil toneladas).

O salto nos preços do milho no mercado internacional, depois da quebra da safra norte-americana do cereal, provocada pela pior estiagem vista nos EUA em mais de 50 anos, vem estimulando as exportações do Brasil.

A safra de milho do Brasil superou a de soja na atual temporada e é estimada pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) no recorde de 72,73 milhões de toneladas. A exportação também é prevista em recorde de 16 milhões de toneladas.

O preço médio da tonelada embarcada de milho, de 262,3 dólares, é ligeiramente melhor ante o valor de agosto (261,2 dólares), mas é inferior a marca de 303,7 dólares registrada no mesmo mês de 2011.

As vendas externas de soja, segundo o levantamento da Secex no período, somaram 697,4 mil toneladas, ante 2,79 milhões de toneladas em setembro de 2011 e contra 2,43 milhões de toneladas em agosto, sinalizando uma diminuição no ritmo dos embarques brasileiros da oleaginosa.

O Brasil já exportou quase toda a soja que tinha disponível para embarques ao exterior.   Continuação...