Freixo colhe bom capital político mesmo se não chegar ao 2o turno no Rio

quinta-feira, 4 de outubro de 2012 14:16 BRT
 

Por Rodrigo Viga Gaier

RIO DE JANEIRO, 4 Out (Reuters) - O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL), segundo colocado nas pesquisas de opinião para a prefeitura do Rio de Janeiro, sairá da disputa como um "virtual vencedor" e dono de um capital político que o credencia para futuros pleitos.

Cientistas políticos avaliam que mesmo sem chegar ao segundo turno --o prefeito Eduardo Paes (PMDB) deve ser reeleito já no próximo domingo--, Freixo congrega um setor órfão da esquerda na cidade, parte do eleitorado que sempre votou no PT, e ainda pode alçar o PSOL a principal partido de oposição na região.

Freixo --que militou no PT durante cerca de 20 anos e se notabilizou no PSOL ao liderar uma Comissão Parlamentar de Inquérito, que ficou conhecida como CPI das Milícias e teve como alvo grupos paramilitares liderados por políticos-- tinha 10 por cento das intenções de voto em julho, segundo o Datafolha.

A atuação na CPI da Assembleia Legislativa fluminense lhe deu notoriedade nacional ao inspirar um personagem no filme "Tropa de Elite 2".

Na sondagem fechada na quarta-feira, o deputado aparece com o dobro de votos dos adversários, deixando bem para trás nomes e partidos de maior projeção e história no Rio de Janeiro. Paes --que encabeça uma coligação de 20 partidos, que inclui o PT-- mantém a liderança com 57 por cento.

"O Freixo é o segundo vencedor da eleição municipal", ponderou o cientista político e professor da PUC-Rio César Romero.

"O maior vencedor é, além do Paes, o projeto político do governador Sérgio Cabral que já se reelegeu uma vez e está reelegendo o prefeito. Garante a hegemonia no Rio de Janeiro por ao menos dez anos", acrescentou, referindo-se à primeira eleição de Cabral, em 2006, e ao fim do segundo mandato de Paes, em 2016.

Logo no começo das eleições, esperava-se um disputa entre o atual prefeito e o deputado federal Rodrigo Maia (DEM), filho de César Maia, prefeito por três vezes.   Continuação...