Presidente do COB desde 1995, Nuzman é reeleito para mais 4 anos

sexta-feira, 5 de outubro de 2012 18:14 BRT
 

SÃO PAULO, 5 Out (Reuters) - Carlos Arthur Nuzman foi reeleito nesta sexta-feira para mais quatro anos à frente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), entidade que dirige desde 1o de julho de 1995.

Também presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Nuzman é considerado o homem forte do esporte olímpico do Brasil há quase duas décadas e será o dirigente no comando do COB até a Olimpíada de 2016, apesar de o ministro do Esporte, Aldo Rebelo, ter defendido recentemente a alternância de poder nas confederações.

"Vivemos o momento mais importante do esporte nacional, uma vez que temos metas e desafios grandiosos à frente. Isso tudo faz com que a minha motivação seja a maior possível", afirmou Nuzman, de 70 anos, segundo nota do COB.

O presidente do COB, que era candidato único na eleição, teve 30 votos a favor e 1 contrário, informou a assessoria de imprensa do órgão.

O voto foi secreto, mas já se sabia que Nuzman tinha apoio de 29 das 30 federações esportivas --a exceção era a Confederação Brasileira de Desportos no Gelo (CBDG). Representantes de duas confederações, no entanto, não estiveram presentes: da Confederação Brasileira de Futebol e da Confederação Brasileira de Vela e Motor.

Completaram a votação os três membros natos do COB: Nuzman, seu vice na chapa, André Gustavo Richer, e o presidente de honra da Fifa, João Havelange, que compareceu à entidade para votar, depois de ter ficado dois meses internado, até maio, mês em que completou 96 anos.

Sobre a ausência da CBF, Nuzman disse que nunca teve problemas com a entidade.

"Nunca tive dificuldade com o presidente Ricardo Teixeira (que renunciou em março ao comando da CBF). Vamos tentar trabalhar em conjunto porque temos Copa do Mundo (em 2014) e Jogos Olímpicos. Minha relação com o presidente (José Maria) Marin vem desde a época do vôlei e não vejo dificuldade com ele na relação", disse Nuzman, que deixou em dúvida uma nova tentativa de reeleição a partir de 2016.

TOP TEN   Continuação...

 
O presidente do Comitê Olímpico Brasileiro, Carlos Arthur Nuzman em entrevista com a imprensa estrangeira no Rio de Janeiro, em 2011. Nuzman foi reeleito nesta sexta-feira para mais quatro anos à frente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), entidade que dirige desde junho de 1995. 27/09/2011 REUTERS/Sergio Moraes