México diz que pode ter matado principal chefe do cartel Zetas

terça-feira, 9 de outubro de 2012 10:03 BRT
 

CIDADE DO MÉXICO, 9 Out (Reuters) - Fuzileiros navais mexicanos podem ter matado o líder do brutal cartel de drogas Zetas em um tiroteio no norte do México, no que seria uma das maiores vitórias até agora para o governo na guerra de seis anos contra o crime organizado.

A Marinha informou na segunda-feira que há "fortes evidências" de que Heriberto Lazcano havia sido morto durante uma troca de tiros com fuzileiros no norte do Estado de Coahuila, no domingo à tarde.

Se a morte de Lazcano, conhecido como "O Carrasco", for confirmada, ele seria o chefe mais importante do tráfico a ser abatido na ofensiva militar ordenada pelo presidente Felipe Calderón contra os cartéis.

O Zetas, considerado o cartel do tráfico de drogas mais poderoso do México, cometeu alguns dos atos mais repugnantes vistos na guerra do narcotráfico no país, que já matou cerca de 60 mil pessoas durante o mandato de Calderón.

Dois supostos membros do Zetas, que atacaram os fuzileiros com granadas a partir de um carro em movimento, foram mortos no tiroteio e testes forenses iniciais sugeriram que um dos corpos era do ex-soldado Lazcano, disse a Marinha em comunicado.

Lazcano, ou "Z-3", é um dos homens mais procurados do México e as autoridades norte-americanas ofereceram uma recompensa de até 5 milhões de dólares por sua captura. Apenas Joaquín "Shorty" Guzmán, chefe do cartel Sinaloa, tem uma recompensa maior para sua captura.

O especialista em segurança da consultoria Avaliação de Risco, Alberto Islas, disse que se a morte de Lazcano for confirmada, provocaria uma luta sangrenta pelo controle de áreas dominadas pelo Zetas, como a cidade industrial de Monterrey.

O Exército intensificou patrulhas em Coahuila depois do assassinato do filho do ex-presidente do partido político mais poderoso do país, o Partido Revolucionário Institucional (PRI), na semana passada.

(Reportagem de Michael O'Boyle)

 
Menina olha por detrás de muro policial patrulhando seu bairro, em Guadalupe. Fuzileiros navais mexicanos podem ter matado o líder do brutal cartel de drogas Zetas em um tiroteio no norte do México, no que seria uma das maiores vitórias até agora para o governo na guerra de seis anos contra o crime organizado. 13/04/2012 REUTERS/Daniel Becerrill