Terremoto atinge centro do Chile sem provocar danos

quinta-feira, 11 de outubro de 2012 17:54 BRT
 

SANTIAGO, 11 Out (Reuters) - Um terremoto de magnitude 5,5 atingiu a região centro-sul do Chile na tarde desta quinta-feira e alarmou a população, mas não houve registros imediatos de danos e as minas do maior produtor mundial de cobre operavam normalmente.

A Marinha chilena, no entanto, descartou algum risco de tsunami no litoral do país.

O tremor de intensidade média, que ocorreu às 14h22 (horário de Brasília), foi precedido de um forte barulho e fez edifícios balançarem na capital chilena, além da tradicional queda das linhas telefônicas em um país com elevada atividade sísmica.

"Não há informações de danos à infraestrutura nem interrupção de serviços", disse à Reuters um funcionário do Escritório Nacional de Emergência do Chile.

O Serviço Geológico dos Estados Unidos registrou o epicentro do sismo, inicialmente anunciado como de magnitude 5,7, a 69 quilômetros nordeste de Santiago e com profundidade de 81,9 quilômetros, segundo o mais recente boletim.

Um movimento de características semelhantes não acontecia no Chile desde abril, quando foi registrado um abalo de magnitude 6,7 e fez lembrar o potente terremoto de sacudiu o país em fevereiro de 2010, com magnitude 8,8, que deixou mais de 500 mortos e foi acompanhado de devastadores tsunamis.

Apesar da proximidade do epicentro, as operações mineiras da região central do país, que está na Cordilheira dos Andes, tampouco foram afetadas.

As operações da estatal Codelco, maior produtor mundial do metal, funcionavam sem maiores contratempos.

A mina Los Bronces, da multinacional Anglo American, estavam normais após o abalo sísmico que estremeceu a zona central do país, afirmou um dirigente sindical.

"Tudo está tranquilo. Tudo funciona normal, sem novidade", disse à Reuters o diretor sindical José Navarro.

(Reportagem de Anthony Esposito, Moisés Avila, Alexandra Ulmer, Fabián Cambero e Felipe Iturrieta)