Pode não ser mais preciso medidas profundas de estímulo, diz Pimentel

quinta-feira, 18 de outubro de 2012 12:56 BRT
 

BRASÍLIA, 18 Out (Reuters) - A recuperação da indústria brasileira é um sinal de que podem não ser mais preciso mais medidas amplas de estímulo econômico, mas o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior deixou aberta nesta manhã a possibilidade de renovação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) menor para automóveis e outros produtos.

No programa Bom Dia Ministro, Fernando Pimentel lembrou que os dados de agosto mostram que a indústria cresceu bem em 14 Estados e em nove setores, tendo uma expansão nacional de 1,5 por cento.

"Então, já apontou para uma recuperação do crescimento industrial, pode ser que não seja mais necessário medidas tão profundas quanto a que adotamos desde o início do ano", disse o ministro.

Segundo ele, a renovação do IPI reduzido para automóveis que acaba no fim deste mês e para a linha branca que termina em 31 de dezembro ainda está em discussão pelo Ministério da Fazenda.

"A Fazenda está trabalhando nessa questão... a expectativa é grande da indústria e dos consumidores porque os efeitos foram muito positivos", afirmou.

O ministro do Desenvolvimento rebateu críticas ao novo regime automotivo dizendo que o estímulo à inovação, apesar de significar um aumento do custo no curto prazo, vai baratear os produtos. Pimentel comparou o barateamento dos carros com o fenômeno de massificação e redução de preços nos telefones celulares.

"Não procede que inovação encarece o produto, ela massifica e barateia. Como aconteceu na indústria de celular vai acontecer nas outras indústrias, inclusive na automotiva", disse.

(Reportagem de Tiago Pariz)

 
Ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, fala durante coletiva de imprensa no prédio presidencial do Uruguai, em Montevidéu. A recuperação da indústria brasileira é um sinal de que podem não ser mais preciso mais medidas amplas de estímulo econômico, mas Pimentel deixou aberta a possibilidade de renovação do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) menor para automóveis e outros produtos. 05/09/2012 REUTERS/Andres Stapff