Nissan que ser maior marca asiática de carros no Brasil em 2016

segunda-feira, 22 de outubro de 2012 09:28 BRST
 

SÃO PAULO, 22 Out (Reuters) - A japonesa Nissan tem como meta se tornar a maior marca asiática no mercado automotivo do Brasil em 2016, afirmaram executivos da empresa nesta segunda-feira durante o Salão Internacional de São Paulo.

Atualmente, a companhia --que investe 2,6 bilhões de reais na construção de sua fábrica em Resende (RJ)-- está atrás da também japonesa Honda, com 3,2 por cento de participação no acumulado de vendas de janeiro a setembro deste ano no mercado brasileiro, ante 1,7 por cento um ano antes.

"Sucesso no Brasil é vital para nosso plano de crescimento global", disse o vice-presidente mundial de criação da Nissan, Shiro Nakamura.

A montadora lançou no salão nova versão do sedã executivo Altima, que será vendido a partir de 2013, e apresentou o conceito Nissan Extrem.

O presidente da Nissan no Brasil, Christian Meunier, disse a jornalistas que o Extrem é fabricado na mesma plataforma do compacto Versa, e que a empresa tem ambição de ter no Brasil um veículo crossover.

"Já temos massa crítica de carros, nosso parque de automóveis está maior e agora o objetivo é crescer a linha de produtos. Mas antes, no curto prazo, vamos focar nos carros que temos agora", disse Meunier.

A Nissan mudará sua sede do Paraná para o Rio de Janeiro, por causa da nova fábrica em Resende.

(Por Alberto Alerigi Jr.)