ANÁLISE-Em debate de política externa, Obama e Romney se voltam para economia

terça-feira, 23 de outubro de 2012 09:36 BRST
 

Por John Whitesides

WASHINGTON, 23 Out (Reuters) - Era para ser um debate sobre política externa, mas isso não impediu que o presidente dos EUA, o democrata Barack Obama, e o rival republicano, Mitt Romney, discutissem repetidamente a respeito das questões que as pesquisas indicam ser as mais importantes para o eleitorado: economia e empregos.

Após dois debates agressivos, que ajudaram a dar novos rumos à disputa pela Casa Branca, o encontro final entre Obama e Romney, ocorrido na segunda-feira à noite em uma universidade de Boca Raton, na Flórida, apresentou dois candidatos com poucas diferenças reais a respeito da política externa.

Mas eles se desviaram da pauta do debate para reprisar os frequentes duelos em torno de orçamento público, tamanho das classes nas escolas, resgate federal do setor automobilístico e incentivos tributários a pequenas empresas.

Romney não esteve tão agressivo quanto no debate inaugural, em 3 de outubro, quando a boa atuação do republicano marcou o início de uma fase de crescimento nas pesquisas, permitindo que chegasse ao embate de segunda-feira empatado com Obama na pesquisa diária Reuters/Ipsos.

Mas Obama, que se recuperou depois do primeiro debate e foi elogiado por seu desempenho no segundo confronto contra Romney, na semana passada, manteve-se agressivo no duelo da segunda à noite.

Obama acusou o rival, ex-governador de Massachusetts, de ter proposto políticas erradas e temerárias "em casa e no exterior", e lembrou ao eleitorado que Romney chegou a elogiar o ex-presidente republicano George W. Bush como sendo um bom guardião da economia.

Romney mostrou-se cauteloso em áreas da política externa onde tem pouca experiência, mas aproveitou cada oportunidade que teve para levar o debate para a questão econômica e para suas críticas à liderança de Obama nesse ponto.

No final, segundo analistas, foi um confronto que dificilmente irá alterar os rumos da eleição de 6 de novembro, como foi o caso do primeiro debate, em favor de Romney.   Continuação...

 
Candidato republicano à Presidência dos EUA Mitt Romney (E) responde à questão do moderador Bob Schieffer (C) durante debate presidencial em Boca Raton, Flórida. 22/10/2012 REUTERS/Jason Reed