"Cavalos e baionetas" é o novo bordão na campanha dos EUA

terça-feira, 23 de outubro de 2012 10:54 BRST
 

Por Patricia Zengerle

WASHINGTON, 23 Out (Reuters) - A expressão "cavalos e baionetas" se tornou o bordão do terceiro e último debate da campanha presidencial entre Barack Obama e Mitt Romney, realizado na segunda-feira à noite, depois de ser usada pelo presidente para acusar o adversário de ter ideias ultrapassadas para a defesa dos EUA.

Romney ao longo da campanha tem acusado Obama de gastar menos do que o necessário em defesa, observando que a Marinha dos EUA tem hoje menos navios do que em 1917.

O republicano voltou a citar esse dado no debate de segunda-feira, e Obama rebateu. "Você mencionou a Marinha, por exemplo, e que temos menos navios do que tínhamos em 1916", afirmou o democrata. "Bom, governador, também temos menos cavalos e baionetas, porque a natureza das nossas forças militares mudou."

"Temos essas coisas que se chamam porta-aviões, nas quais os aviões pousam. Temos esses navios que andam embaixo d'água, os submarinos nucleares", ironizou. "A questão não é um jogo de batalha naval, em que estamos contando navios."

O poderio da Marinha é especialmente importante na Virgínia, Estado eleitoralmente estratégico, onde fica o maior estaleiro da Marinha, e onde atividades de defesa geram 900 mil empregos. Os dois candidatos têm feito campanha intensivamente nesse Estado.

Romney insistiu na tese de que a Marinha precisa de mais navios. "A Marinha precisaria de 313 navios para cumprir sua missão. Estamos agora com menos de 285... Quero ter certeza de que teremos os navios solicitados por nossa Marinha."

A exemplo do que ocorreu com outros bordões nos dois debates anteriores, a expressão "cavalos e baionetas" ganhou destaque nas redes sociais. A "hash tag" "horsesandbayonets" foi uma das mais citadas no Twitter, onde rapidamente surgiu o usuário com o nome @horsesandbayonettes.

Também apareceu um site no serviço Tumblr com posts como uma foto de Obama com a legenda "Temos também menos arcos e flechas e catapultas", e imagens de Romney cavalgando e empunhando um fuzil com baioneta.   Continuação...

 
Barack Obama usou a expressão para se defender do republicano Mitt Romney, que o acusou de gastar menos em defesa. 22/10/2012 REUTERS/Jim Young