Leilão de energia A-3 pode não acontecer em 2012

quarta-feira, 24 de outubro de 2012 15:39 BRST
 

RIO DE JANEIRO, 24 Out (Reuters) - O leilão de energia A-3, que contrata energia para ser entregue três anos depois, poderá não ser necessário e não ocorrer neste ano, informou o diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), Nelson Hubner, nesta quarta-feira.

O leilão já foi adiado mais de uma vez diante da sobrecontratação de energia por parte das distribuidoras e está marcado para acontecer em dezembro.

"Pode ser que não precise do A-3. Estamos vendo isso para saber se com a saída de térmicas haverá ainda necessidade de alguma contratação. Tem grandes chances de não precisar", admitiu Hubner.

A Aneel ainda está avaliando o possível cancelamento de contratos de térmicas contratadas em leilões de energia no passado e que estão atrasadas ou não entraram em operação para definir se haverá necessidade de leilão, segundo Hubner.

Ele disse ainda que o leilão de transmissão das linhas "pré-Belo Monte" deverá acontecer entre o fim de novembro e início de dezembro deste ano.

O edital do leilão, que deveria ser debatido na reunião da diretoria da Aneel de terça-feira, foi retirado da pauta e Hubner disse que o tema deverá ser votado na semana que vem.

Hubner reafirmou que o edital trará restrições para que as empresas que têm atrasos em obras de transmissão de energia elétrica não possam competir como majoritárias nos consórcios.

"Isso já foi definido e vai ser aprovado na próxima reunião da semana que vem. A proposta é impor uma limitação. Quem não conseguir construir suas obras direitinho vai ter restrição e não pode mais ser majoritário", disse.

A medida afetaria principalmente a Eletrobras, já que sua subsidiária Chesf tem atraso em linhas de transmissão que conectariam usinas eólicas no Nordeste ao sistema elétrico.   Continuação...