Polícia de NY espera entrevistar babá suspeita de esfaquear crianças

sexta-feira, 26 de outubro de 2012 12:50 BRST
 

Por Chris Francescani

NOVA YORK, 26 Out (Reuters) - A polícia de Nova York espera entrevistar nesta sexta-feira a babá gravemente ferida suspeita de esfaquear até a morte dois filhos de um executivo da rede de televisão CNBC no apartamento de luxo da família em Manhattan, disse um policial.

O oficial do Departamento de Polícia de Nova York, que falou sob condição de anonimato, contou que a babá, identificada como Yoselyn Ortega, permanece sedada em estado grave em um hospital de Manhattan. Ortega, 50, que segundo a polícia cortou a própria garganta, não foi acusada formalmente porque a polícia não conseguiu entrevistá-la.

O policial disse que Ortega permanece como principal suspeita na morte por esfaqueamento das duas crianças, Leo, 2 anos, e Lulu, 6.

A polícia esperava entrevistar a babá mais tarde nesta sexta-feira, acrescentou o funcionário.

A mãe das crianças, Marina Krim, encontrou os corpos do menino e da menina por volta das 17h30 (horário local) de quinta-feira em seu apartamento, a menos de um quarteirão do Central Park, no Upper West Side, em Manhattan, disse a polícia.

Um porta-voz da CNBC divulgou um comunicado nesta sexta-feira expressando a "tristeza que todos nós sentimos" pelo executivo da CNBC Kevin Krim e sua esposa. A "perda inimaginável (do casal)... não tem medida".

O porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York Paul Browne disse que as crianças sofreram "múltiplos ferimentos a faca", e foram declaradas mortas depois de serem levadas às pressas para um hospital próximo.

"É a pior coisa que você pode ouvir ou imaginar", disse Browne em uma entrevista coletiva na noite de quinta.   Continuação...