Holandeses buscam sobreviventes após navio afundar no mar do Norte

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012 13:13 BRST
 

Por Thomas Escritt e Anthony Deutsch

AMSTERDÃ, 6 Dez (Reuters) - A causa de uma colisão que matou cinco tripulantes e afundou o navio cargueiro Baltic Ace foi provavelmente erro humano, disse o gerente grego na quinta-feira, à medida que equipes de resgate holandesas buscavam sobreviventes nas águas geladas do mar do Norte.

O Ministério da Defesa holandês afirmou que as condições eram traiçoeiras quando o navio de cargas Corvus J e o Baltic Ace colidiram, afundando 1.400 carros novos, a maioria Mitsubishis do Japão e da Tailândia, no fundo do mar na noite de quarta-feira.

Mas Panagiootis Kakoliris, gerente de operações da empresa Stamco Ship Management, que controlava o Baltic Ace, disse à Reuters que as condições do mar estavam normais quando o navio de 23.500 toneladas afundou.

"Você não pode controlar algumas coisas. Isso aconteceu com tempo bom, tempo normal. Havia boa visibilidade, então eu sinto que muito provavelmente houve erro humano ", disse Kakoliris.

O capitão polonês estava sendo tratado no hospital e não se sabe se ele tinha falado com as autoridades sobre o que tinha causado a colisão com o Corvus J, cerca de 50 milhas náuticas do porto de Roterdã.

O transportador de carros afundou em 15 minutos, e os destroços estão agora completamente submersos.

A guarda costeira holandesa disse que ventos congelantes e com força de vendaval significavam que havia apenas uma pequena chance de encontrar tripulantes desaparecidos do Baltic Ace. Os marinheiros do Baltic Ace eram da Ucrânia, Bulgária, Filipinas e Polônia. As nacionalidades dos mortos e desaparecidos eram desconhecidas.

A Guarda Costeira disse que 13 pessoas foram resgatadas na quarta-feira, mas a neve e ondas de três metros de altura pioravam as dificuldades de encontrar mais tripulantes.   Continuação...