JAC lança caminhão leve, vê mercado de veículos estável em 2013

terça-feira, 22 de janeiro de 2013 15:47 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - A JAC Motors do Brasil, uma joint-venture entre a estatal chinesa Anhui Jianghuai Automobile e o grupo brasileiro SHC, anunciou nesta terça-feira sua entrada no mercado de caminhões leves, apostando num segmento que tem crescido com as restrições à circulação de veículos comerciais de grande porte nas principais cidades do país.

A montadora, que deve iniciar a operação de sua primeira fábrica no país no segundo semestre de 2014, espera vender nos próximos seis a oito meses um lote inicial de 500 caminhões leves de até 3,5 toneladas, importados da parceira na China. A produção local deve ocorrer somente quando a fábrica da empresa na Bahia ficar pronta.

Segundo o presidente da JAC Motors no Brasil, Sergio Habib, a intenção do grupo é produzir na unidade baiana modelos de até 10 toneladas, que dividirão a instalação fabril com a produção de automóveis que a marca está desenvolvendo para o mercado nacional.

A capacidade de produção da unidade será de 10 mil caminhões por ano, além dos 100 mil automóveis previstos. O investimento total na empreitada é de 1 bilhão de reais.

"A JAC estava analisando o mercado brasileiro de caminhões há tempos, mas com o (novo regime automotivo) Inovar-Auto, não dá para vender caminhão no Brasil sem fabricar no país", disse Habib, acrescentando que chegou a negociar com a indiana Tata Motors uma produção local de caminhões antes do regime ser aprovado pelo governo em 2012.

O empresário afirmou que o novo regime "elevou o ticket" de entrada de novas marcas no país ao cobrar mais investimento em produção nacional, fator que pesa no caso de caminhões, pois é necessária uma rede nacional de atendimento, diferente de automóveis, onde a rede de concessionárias pode se concentrar inicialmente em algumas capitais.

O modelo apresentado pela JAC, T140, tem cabine basculante, motor Cummins diesel de 140 cavalos e três anos de garantia. O veículo disputará mercado com modelos como Hyundai HR, Kia Bongo e Iveco Daily, líderes do segmento de caminhões leves segundo a montadora chinesa. Segundo a JAC, o mercado brasileiro de veículos urbanos de carga (VUC) a ser atingido pelo T140 teve vendas de 23,5 mil unidades em 2012.

A apresentação ocorreu um dia depois da também chinesa Rely anunciar sua chegada ao país via importador nacional, a Venko Motors, que distribuirá os comerciais leves da marca no Brasil.

Habib afirmou que o lote inicial do T140 foi importado antes da mudança na legislação que obriga os modelos da categoria a virem equipados com airbags a partir deste ano. Enquanto isso, a montadora trabalha para conseguir adaptar a cabine do veículo de modo que o volante fique em uma posição mais frontal em relação ao motorista.   Continuação...