Papa Francisco é celebrado em vilarejo italiano de seus antepassados

sexta-feira, 15 de março de 2013 14:09 BRT
 

Por Antonella Ciancio

BRICCO MARMORITO, Itália, 15 Mar (Reuters) - Jorge Mario Bergoglio entrou para a história como o primeiro pontífice da América Latina, mas seus primos distantes em um vilarejo no norte da Itália afirmam que o argentino papa Francisco é um dos seus.

O bisavô de Bergoglio, chamado Francesco, comprou uma fazenda em 1864 em Bricco Marmorito, à sombra dos Alpes, em uma região produtora de vinho no noroeste da Itália.

Parentes que vivem na aldeia tranquila ficaram animados quando o nome de Bergoglio foi anunciado como o novo papa da varanda da Basílica de São Pedro, 700 quilômetros ao sul, em Roma, na noite de quarta-feira.

"Quando ouvimos a notícia, ficamos realmente surpresos porque nunca pensamos que ele poderia se tornar papa", afirmou Anna Bergoglio, uma prima distante do papa Francisco, no jardim de sua casa na província de Asti, mais conhecida por seus vinhos espumantes.

Sua filha adulta Roberta era uma das poucas na família, e não só nela, que parecia ter um pressentimento de que ele poderia se tornar líder dos 1,2 bilhão de católicos do mundo.

"Na sexta-feira, estávamos olhando para uma fotografia dele e minha filha disse: 'Mãe, você acha que ele poderia ser o papa Bergoglio? E eu disse: ‘Espero que sim'", lembrou Anna.

Francisco e os cardeais que o elegeram brindaram sua nomeação na quarta-feira com uma taça de vinho frisante Asti, um aceno para suas raízes italianas e mais barato do que champanhe para um homem que gosta de evitar luxos.

REUNIÃO DE FAMÍLIA   Continuação...