Justiça anula fechamento de refinaria da Petrobras na Argentina

sexta-feira, 15 de março de 2013 21:14 BRT
 

BUENOS AIRES, 15 Mar (Reuters) - Um juiz argentino anulou nesta sexta-feira o fechamento da refinaria da filial local da Petrobras na cidade de Bahía Blanca, sul da Argentina, após uma semana fechada por supostos problemas ambientais, disse nesta sexta-feira a petrolífera.

A instalação tem uma capacidade de refinamento de 31.000 barris por dia de óleo equivalente, ou cerca de 5 por cento da capacidade nacional.

A companhia afirmou que está trabalhando para normalizar o mais rápido possível as operações na refinaria de Bahía Blanca e que cumpriu com as exigências das autoridades. Além disso, indicou que opera estritamente sob as normas ambientais vigentes.

"O Juizado Civil e Comercial Nº2 de Bahía Blanca, Província de Buenos Aires, anulou hoje (sexta-feira) o fechamento da refinaria que a Petrobras Argentina possui nessa localidade, medida que havia sido disposta por esse mesmo tribunal na quinta-feira, 7 de março de 2013", disse a empresa em nota.

O fechamento da refinaria se deu por causa de um pedido judicial apresentando pelos moradores de Bahía Blanca, uma cidade portuária no sul da província de Buenos Aires, onde está localizada a refinaria.

A petrolífera negocia a venda da instalação e de outros ativos na Argentina à empresa local Oil Combustibles, segundo disse uma fonte da Petrobras à Reuters no mês passado.

(Reportagem de Guido Nejamkis)